Workshop: O Papel da Geofísica na Transição Energética Brasileira

O Workshop “O Papel da Geofísica na Transição Energética Brasileira” será realizado de forma virtual nos dias 9,10 e 11 de agosto de 2022, no período de 08h30 às 12h30 de cada dia. O evento tem o objetivo de informar o público e promover discussão sobre processo de transição energética; discutir políticas públicas para suporte e regulação da transição energética; debater sobre o papel do geocientista na transição energética; debater o papel da geofísica nas estratégias de descarbonização e nas energias alternativas; debater qualificação profissional para os cenários.

As mudanças climáticas trazem em seu arcabouço preocupações com o impacto no desenvolvimento social e econômico. O IPCC aponta, em seu último relatório, que as mudanças climáticas estão ocorrendo com uma velocidade maior que o esperado e os tomadores de decisão (governantes) ainda não estabeleceram ações e políticas públicas efetivas para conter o aquecimento global dentro do limite de 1,5°C até o fim do século.

O setor energético é um dos focos de atenção em razão da sua relevância, não apenas do ponto de vista socioeconômico, mas também por ser o setor de maior contribuição para as emissões de gases de efeito estufa no mundo. Atualmente, 81% de toda a energia primária gerada no mundo provém de combustíveis fósseis, sendo que um quarto desta energia é consumida na forma de eletricidade, levando a uma média de emissões de 515 gCO2/kWh.

Esta questão se torna ainda mais relevante se considerarmos os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) assumidos pelas Nações Unidas para o horizonte de 2030, especificamente o ODS-7 de “prover energia limpa e acessível à população mundial” e o ODS-13 de “Mudança Climática”. Cerca de 1 bilhão de pessoas não possuem acesso à eletricidade e estima-se que mais de 2,5 bilhões utilizem biomassa sólida como combustível para preparação de alimentos, conforme dados da Agência Internacional de Energia, pressionando fortemente a demanda global futura de energia. A busca de sustentabilidade passa necessariamente por ganhos importantes de eficiência no uso da energia combinado a uma descarbonização da matriz energética mundial.

A comunidade geofísica precisa, junto com os diversos setores da sociedade, envolver-se a fundo nesta questão, suportando o processo de transição para sistemas de geração de energia com pesquisa, desenvolvimento tecnológico e formação de profissionais.

PROGRAMA PRELIMINAR

  • Motivação e Metas do Processo de transição energética.
  • Matriz Enérgica Brasileira e suas vantagens e desvantagens em relação ao processo
    de Transição Energética.
  • Políticas Públicas Brasileiras relacionadas ao processo de transição energética.
  • O papel da geofísica nas estratégias de descarbonização.
  • O papel da geofísica na integração de fontes energéticas renováveis na matriz
    energética brasileira.
  • Formação de geofísicos para atuar no mercado das novas energias.

INSCRIÇÃO

Categoria Não Membro Membro
Profissional R$ 400,00 R$ 250,00
Estudante Pós-graduação R$ 200,00 R$ 100,00
Estudante Graduação R$ 100,00 R$ 50,00

Mais informações no site

 

Compartilhar em:

Associados corporativos

Petrobras

SBGf - Sociedade Brasileira de Geofísica - 2021