MODELAGEM FÃSICA E COMPUTACIONAL DE ONDAS GERADAS PELO VETO EM UM TERMINAL PORTUÃRIO: O DESEMPENHO DO MODELO SWAN 40.51 EM UMA REGIÃO COM ELEVADA REFLEXÃO E DIFRAÇÃO

Rafael B. Paes-Leme, Nelson Violante-Carvalho, Domenico Accetta, Saulo Meirelles

Abstract


O modelo de geração e propagação de ondas SWAN é amplamente utilizado pela comunidade científica para obtenção de estimativas do espectro de ondas em áreas costeiras, lagos e estuários. O cálculo da difração não era representado no modelo tornando as simulações em regiões próximas a obstáculos ou portos menos precisas. Recentemente, uma aproximação para o cálculo da difração foi implementada, porém poucos trabalhos publicados até o momento abordam esta questão. Seu desempenho é então investigado em um terminal portuário, uma região onde difração e reflexão são importantes. Para validar suas estimativas, um modelo baseado nas equações de Boussinesq é empregado juntamente com medições realizadas em um modelo em escala reduzida do porto. Para ondas irregulares, com espalhamento direcional mais amplo, a importância da difração é comparativamente menor. A reflexão das ondas incidentes, por sua vez, é significativa aumentando a energia dentro do porto. Contudo, os cálculos do modelo não convergem quando SWAN é configurado para computar difração e reflexão simultaneamente. Conclui-se que, para situações tipicamente encontradas em portos, com ondas irregulares próximas a obstáculos refletivos, a presente versão do SWAN deve ser configurada sem a opção de cálculo da difração.

Keywords :ondas geradas pelo vento; modelo de ondas SWAN 40.51; reflexão e difração de ondas.

ABSTRACT

The SWAN wave model is widely used in coastal waters, and the main focus of this work is on its application in a harbour. A recently released version of SWAN now includes an approximation to compute diffraction, however there are few published works that discuss this matter. The performance of the model is therefore investigated in a harbour where reflection and diffraction play a relevant role. To assess its estimates, a phase-resolving Boussinesq wave model is employed as well, together with measurements carried on at a small-scale model of the area behind the breakwater. For irregular, short-crested waves with broad directional spreading, the importance of diffraction is relatively small. On the other hand, reflection of the incident waves is significant, increasing the energy inside the harbour. Nevertheless, when the SWAN model is set to compute diffraction and reflection simultaneously, it does not achieve convergence. It is concluded that for situations typically encountered in harbours, with irregular waves near reflective obstacles, the model should be used without diffraction.

Keywords :wind waves; SWAN 40.51 wave model; wave reflection and diffraction.


Keywords


ondas geradas pelo vento; modelo de ondas SWAN 40.51; reflexão e difração de ondas