TAXA DE DOSE ERITEMATOSA SOB CÉU ENCOBERTO POR ALTO-ESTRATO: ESTUDO DE CASO

Abel A. Silva

Abstract


A taxa de dose eritematosa (TDE) na superfície terrestre devido à radiação ultravioleta (RUV) emitida pelo Sol depende principalmente do ângulo solar de zênite, da coluna de ozônio, da cobertura de nuvens, dos aerossóis em suspensão e do albedo de superfície. As nuvens são o mais importante agente atmosférico na modulação da TDE, e uma investigação detalhada do efeito produzido por elas na incidência de RUV se justifica pelo impacto dessa radiação na biosfera. Neste trabalho, descreve-se um estudo de caso para a incidência de TDE sob céu completamente encoberto por alto-estrato (As) em Belo Horizonte (BH, 19,92°S, 43,94°O, 858 m, 331 km2, Brasil). Apesar da RUV ser atenuada pela camada de As, isso não é suficiente para reduzir a incidência da mesma em termos de TDE a níveis seguros, representando uma ameaça às pessoas em atividades ao ar livre.

Keywords :radiação solar ultravioleta; nuvens; cobertura de nuvens; Índice UV.

ABSTRACT

The erythemal dose rate (EDR) on the Earth's surface depends mainly on the solar zenith angle, column ozone, clouds, aerosols and surface albedo. Clouds are the main atmospheric agent in the modulation of EDR. Therefore, an investigation into the effect of clouds on the ultraviolet radiation (UVR) incidence is an important matter due to the effects of UVR on the biosphere. In this work, a case study is reported where EDR incidences are presented for an overcast-sky scenario of Altostratus (As) in Belo Horizonte (BH, 19.92°S, 43.94°O, 858 m, 331 km2, Brazil). Although the attenuation yielded by the As layer, the incidence of UVR remained high setting in a threatening weather condition for people in outdoor activities.

Keywords :solar ultraviolet radiation; clouds; cloud cover; UV-Index.


Keywords


radiação solar ultravioleta; nuvens; cobertura de nuvens; ͍ndice UV