ELECTROFACIES CLASSIFICATION OF PONTA GROSSA FORMATION BY MULTI-RESOLUTION GRAPH-BASED CLUSTERING (MRGC) AND SELF-ORGANIZING MAPS (SOM) METHODS

Felipe Vasconcelos dos Passos, Marco Antonio Braga, Thiago Gonçalves Carelli, Josiane Branco Plantz

Abstract


ABSTRACT. In Ponta Grossa Formation, devonian interval of Paraná Basin, Brazil, sampling restrictions are frequent, and lithological interpretations from gamma ray logs are common. However, no single log can discriminate lithology unambiguously. An alternative to reduce the uncertainty of these assessments is to perform multivariate analysis of well logs using data clustering methods. In this sense, this study aims to apply two different clustering algorithms, trained with gamma ray, sonic and resistivity logs. Five electrofacies were differentiated and validated by core data. It was found that one of the electrofacies identified by the model was not distinguished by macroscopic descriptions. However, the model developed is sufficiently accurate for lithological predictions.

Keywords: geophysical well logging, lithology prediction, Paraná Basin.

 

CLASSIFICAÇÃO DE ELETROFÁCIES DA FORMAÇÃO PONTA GROSSA UTILIZANDO OS MÉTODOS MULTI-RESOLUTION GRAPH-BASED CLUSTERING (MRGC) E SELF-ORGANIZING MAPS (SOM)

RESUMO. Na Formação Ponta Grossa, intervalo devoniano da Bacia do Paraná, Brasil, restrições de amostragem são frequentes e interpretações litológicas dos registros de raios gama são comuns. No entanto, nenhum perfil geofísico único pode discriminar litologias sem ambiguidade. Uma alternativa para reduzir a incerteza dessas avaliações é executar uma análise multivariada combinando vários perfis geofísicos de poços por meio de métodos de agrupamento de dados. Nesse sentido, este estudo tem como objetivo aplicar dois algoritmos de agrupamento aos registros de raios gama, sônico e resistividade para fins de predição litológica. Cinco eletrofácies foram diferenciadas e validadas por dados de testemunhos. Verificou-se que uma classe identificada pelo modelo não foi identificada por descrições macroscópicas. Porém, o modelo é suficientemente preciso para predições litológicas.

Palavras-chave: geofísica de poços, predição litológica, correlação rocha-perfil, Bacia do Paraná.


Keywords


geophysical well logging; lithology prediction; Paraná Basin; geofísica de poços; predição litológica; correlação rocha-perfil; Bacia do Paraná.

Full Text:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22564/rbgf.v38i1.2032