STEREOTOMOGRAPHY FOR VELOCITY MODEL ESTIMATION IN SEISMIC IMAGING: APPLICATION TO REAL DATA FROM JEQUITINHONHA SEDIMENTARY BASIN

Felipe A. Terra, Jessé C. Costa, Amin Bassrei

Abstract


O imageamento sísmico em profundidade é um desafio em áreas geologicamente complexas, onde a velocidade sísmica apresenta variação lateral. Porém, para se obter sucesso no imageamento sísmico em profundidade é necessário que se tenha uma estimativa confiável do modelo de velocidade. A estereotomografia é uma ferramenta efetiva para se alcançar esse propósito. Também denominada de tomografia de inclinação, ela utiliza as vagarosidades e os tempos de trânsito selecionados de famílias de fonte comum e de receptor comum. Nós avaliamos uma alternativa da estereotomografia para a construção do modelo de velocidades. O algoritmo foi validado no conjunto de dados sintéticos Marmousoft e também em dados reais provenientes da Bacia do Jequitinhonha, Brasil, numa região de talude continental. Este conjunto de dados com complexidade estrutural demandou um controle de alta qualidade na seleção de eventos, numa escolha criteriosa dos parâmetros de regularização, e a atenuação de múltiplas de superfície livre. Os resultados tanto para os dados sintéticos como para os reais mostraram a viabilidade computacional e precisão do método.

ABSTRACT. Seismic imaging in depth is a challenge in geologically complex areas, where the seismic velocity varies laterally. The estimation of a reliable velocity model is necessary in order to succeed in seismic depth imaging. Stereotomography is an effective tool to achieve this purpose. Also called slope tomography, it uses the slowness and picked traveltimes from reflection events picked in common source and common receiver gathers. We evaluate an alternative implementation of stereotomography for velocity model building. The algorithm was validated in the Marmousoft synthetic data set and also used for velocity model estimation in acontinental slope region, using real data from Jequitinhonha Basin, Brazil. This data set of structural complexity demanded a high quality control of event selection forpicking, judicious choice of regularization parameters and free surface multiple attenuation. The results for both the synthetic and real data have shown the computational feasibility and accuracy of this method.

Keywords: stereotomography, regularization, Jequitinhonha Basin


Keywords


estereotomografia; regularização; Bacia do Jequitinhonha.



DOI: http://dx.doi.org/10.22564/rbgf.v30i4.234