Impacto de aterramentos sobre a hidrodinâmica da Baía da Ribeira - Salvador-BA: Uma investigação através de modelagem numérica

Taoan Silva Franklin, Guilherme Camargo Lessa

Abstract


ABSTRACT.

Baía da Ribeira is a 3.2 km2 indentation of Baia de Todos os Santos around which 6% of the population of the city of Salvador resides. As a result of a long history of urbanization and industrialization, the bay is considered the most degraded coastal region within the city limits. During the last 50 years, widespread reclamation of mangroves and tidal flat areas resulted in a reduction of 43% of the bay area. With the aid of a 2DH simulation model, the impacts of the morphological changes upon the water circulation were assessed. The results show that significant changes might have occurred as a result of smaller bay areas. Between 1959 and 2007 there was a 45% reduction on the tidal prism, resulting in decreasing tidal current velocities at the bay mouth. Simulations showed that the time needed to exchange 100% of the bay volume was reduced from 112 days to 38 days at mouth, and from 175 days to 42 days in most internal point. Therefore, is probable that the actual water quality degradation observed at BAÍA da Ribeira is more associated with pollutants release than reclamation of the bay margins.

Keywords: estuarine environments, morphological alterations, hydrodynamic modeling.


RESUMO

A região da Baía da Ribeira abriga cerca de 6% da população do município de Salvador-BA, sendo considerada uma das áreas da cidade com o maior grau de degradação urbana e ambiental. Ao longo dos últimos 50 anos, a ocupação intensa e desordenada desta região avançou sobre as margens da baía, implicando em uma redução de aproximadamente 43% do espelho d"™água original e a destruição quase completa das áreas de mangue. Este trabalho investiga, através de modelagem numérica, o efeito desses aterramentos históricos sobre a circulação de água na baía. Os resultados indicam que a redução das dimensões originais da baía afetou significativamente a hidrodinâmica local. Entre 1959 e 2007 houve uma diminuição da ordem de 45% do prisma de maré, que causou uma redução das velocidades de corrente e dos tempos de residência, além de alterar o padrão da circulação residual. As simulações da capacidade de renovação de água mostraram que houve uma redução do tempo para renovação completa do volume de água, o qual passou de 112 para 38 dias no canal de entrada, e de 175 para 42 dias na área mais interna. Desta forma, é provável que o atual grau de degradação das águas da Baía da Ribeira tenha maior relação com o volume de poluentes descartados no seu corpo d"™água do que necessariamente com o processo de aterro ocorrido ao longo das últimas décadas.

Palavras-chave: ambientes estuarinos, alterações morfológicas, modelagem hidrodinâmica.


Keywords


ambientes estuarinos, alterações morfológicas, modelagem hidrodinâmica



DOI: http://dx.doi.org/10.22564/rbgf.v29i3.99